Os famosos looks formados por “blocos de cores” estão de volta, porém com menos demarcação entre as peças, com mais texturas, deixando as combinações mais fluidas.

É legal investir em acessórios para equilibrar o visual. Quem não quiser ousar demais, apostar na fluidez e na transição de tons da mesma cor, como um degradê, é a pedida.

Os looks monocromáticos também funcionam bem para quem quer aderir ao color blocking. Monte a base do look com uma cor e opte pela terceira peça (cardigan, colete, etc) em uma tonalidade de destaque.

Nessa tendência do color blocking o que vale mesmo é testar as misturas de tons e ver qual fica melhor com seu estilo e, também, tom de pele. Faz toda a diferença usar cores que valorizam isso.

Crédito imagens: otishka.com, StyleCaster, femalemag.com.sg, Camila Quintão, Steal The Look, refinery29.com







Sempre digo que o melhor mesmo é experimentar e ver como você se sente ao compor um look, mas alguns modelos de roupas, sapatos e acessórios ficam melhor que outros quando são combinados entre si e valorizam mais a nossa silhueta.

A calça flare, por exemplo, modelo que desce justo até o joelho, abrindo uma barra de boca larga, ainda gera dúvidas na maioria das mulheres sobre que sapato usar, o que é super normal.

A primeira dica, antes mesmo de falarmos do modelo de calçado ideal, é sobre a barra da calça flare: ela não deve arrastar no chão! Com esse detalhe importante em mente, vamos aos sapatos que ficam melhor com a peça.

Scarpin: Além de chique, o scarpin cria a ilusão de que as pernas são mais longas, o que de quebra, ajuda a parecer mais alta! E ainda fica um charme com o biquinho colorido ou estampado aparecendo.

Sapatilhas e rasteiras: Primeiro, a barra da calça precisar ser adaptada aos modelos sem salto, depois, é só combinar com o que mais tem o seu estilo. Tente evitar bicos arredondados, pois pode dar impressão de pernas muito curtas e com a flare, queremos é aproveitar para alongar a silhueta, já que o modelo ajuda nisso.

Tênis, sleep on e afins: Segue as regras da sapatilha.

Salto grosso: seja na bota ou na sandália, o salto mais grosso é versátil e confortável. Lembre de que a barra da calça deve ficar 1 dedo acima do chão!

Sandália com plataforma e anabela: Se a calça é comprida demais, e ainda não rolou de fazer a barra, ou possui algum detalhe interessante bem ali, esses modelos de sapato são ideias.

Que tal começar os experimentos?

Beijos,

Luciana Caram

Crédito imagens: Harper’s Bazaar, Pinterest, Become Chic, stylessential.com, fortheloveoffancy.com, Style Estate, Angel Food Style, made with love

 







Uma das aposta para o inverno 2018 é a padronagem xadrez Príncipe de Gales. Confesso que não sou muito fã de xadrez, mas achei esse muito elegante e bem versátil para usar e abusar na próxima estação.

Conhecido lá fora como Glen-check, esse tipo de padronagem teve sua origem na Escócia do século XIX. Fala-se que foi popularizado por Edward VIII, membro da realeza na época , mas também existe a teoria de que o xadrez foi usado inicialmente pela Condessa Seafield para vestir seus guarda-caças.

Independente de onde e como surgiu, fato é que esse xadrez, visto geralmente em peças de alfaiataria, traz um ar clássico para o visual, e ao mesmo tempo, muita modernidade. Vale experimentar várias combinações e ver aquela que faz mais o seu estilo.

Lá vou eu pagar língua de novo e buscar uma peça no xadrez Príncipe de Gales… Na Riachuelo já tem peças na padronagem pra quem pretende investir na tendência.

Crédito fonte: Oh My Closet, Moça Criada, Rebeka Guerra
Crédito imagens: A Estilografa, Camila Pontes, Riachuelo, Vogue, Pinterest, Moda no Trabalho







Não importa a estação do ano: a saia sempre cai bem em qualquer ocasião. Apesar de feminina e muito versátil, a peça ainda gera dúvidas na hora da escolha do sapato ideal para cada modelo e comprimento.

Na verdade, não existe certo e errado na hora de combinar as peças em um look, mas nem todas as combinações valorizam o que temos que melhor. Então, que tal umas dicas para ajudar?

Saias curtas: sapatilhas dão um ar romântico, rasteiras e slippers mais casual, com saltos ficam sexy. Mas, cuidado com o salto muito alto, pois pode ficar vulgar e nada prático. Vale também investir nas botas over the knee (acima do joelho), que alongam.

Saias midi: podem ser combinadas com tênis, botinhas, coturnos, gladiadoras, scarpins e até mesmo plataformas, mas uma boa dica é coordená-las com a estatura de quem irá vesti-las, pois o comprimento midi pode achatar a silhueta.

Saias longas: como cobrem toda a perna, combinam com todo tipo de sapato. Com salto, o look fica mais sofisticado. Já rasteirinhas e botas deixam o visual mais despojado e boho.

O legal mesmo é experimentar e ver o que fica mais a sua cara e que combine mais com a ocasião que pretende usar o look.

Precisando de uma ajudinha, me chama! Estou no Facebook, Instagram, Twitter… Me acham como “sejaautentica”.

Beijos, lindonas!

Crédito imagens: ModaTopFashion, Manu Luize, Anna Fasano, Estrela Evangélica, Portal para Mulher, The Fashion Tag, Put on a Chic face, FashionTasty.com, courtneyincouture.







© 2014 PartyStyle.

Todos direitos reservados.

Desenvolvido pela